Arritmia Cardíaca o que é sintomas e como cuidar



Veja nesse artigo o que é arritmia cardíaca os sintomas e como cuidar corretamente deste problema que é bem comum nos dias de hoje em milhares de pessoas espalhadas pelo mundo.

 

Arritmia cardíaca também conhecida como disritmia ou “palpitação“,  é uma alteração nos batimentos cardíacos, ,ou seja, se o coração bater mais acelerado do normal, é chamado de taquicardia.

 

No caso de bater muito lento, ai passa a ser chamado de bradicardia. Normalmente, um coração que esta sadio e descansado, alterna entre 60 a 100 batidas por minuto.

 

A pessoa quem tem esse problema de saúde é comum sentir um desconforto com a mudança no ritmo dos batimentos cardíacos ou perceber a falta ou interrupção desses batimentos. A pessoa que tem esse problema pode sentir no tórax, na garganta ou no pescoço as batidas descompassadas.

 

Algumas arritmias podem ser benignas, ou seja, que causam apenas desconforto, outras podem ser malignas, com grande risco de morte súbita. A arritmia pode fazer com que o coração não consiga levar sangue o bastante para suprir as necessidades do corpo, nesse caso pode causar um infarto.

 

A arritmia mais comum é chamada de fibrilação atrial e ela ocorre devido ao ritmo desregulado proveniente dos átrios, que mandam estímulos de forma desorganizada e rápida.

 Devido a isso, há um ritmo irregular, podendo fazer com que o sangue não circule como deveria fazendo com que surja a formação de um trombo. Esse problema de saúde aumenta conforme a pessoa vai envelhecendo.

 

SINTOMAS

Os sinais de arritmia cardíaca não são permanentes, podendo aparecer de forma repentina e desaparecer, voltando horas ou dias depois.

Esse problema pode afetar pessoas com o coração saudável ou aqueles que já são portadoras de alguma doença cardíaca instalada.

No caso de quem já tem problemas de coração, os sintomas podem ser mais acentuados.

Por isso, é importante ficar alerta e, caso notar alguma mudança, procurar um cardiologista o mais rápido possível.

 

 

Arritmia cardíaca Veja os sintomas mais comuns .

 

 

arritmia cardíaca

 

 

Entre os fatores que podem levar uma pessoa a sofrer uma arritmia cardíaca e que ela pode sofrer um infarto inesperadamente. Os Pacientes que já passaram por essa experiência estão mais propensos a terem arritmias cardíacas com mais frequência.

 

Como prevenir a arritmia cardíaca

 

A prevenção de arritmias cardíacas está ligada ao que a pessoa faz para evitar os fatores de risco. Para problemas de saúde do coração, é indispensável o controle da pressão arterial, diminuir a obesidade, manter uma alimentação saudável, além de incluir exercícios físicos no dia a dia.

 

Visitar regularmente o cardiologista é fundamental para detectar precocemente de doenças pré-existentes. Podendo assim o paciente ter atitudes específicas para os cuidados da saúde em relação às arritmias cardíacas.

 

A nutrição saudável é uma grande aliada para combater arritmias.

O consumo em excesso de café, chocolates, refrigerantes e bebidas alcoólicas está diretamente ligado ao sistema nervoso e ao coração. Para quem já tem arritmia cardíaca, o café pode causar batimentos mais rápidos do coração e, por isso, o café não é indicado para quem sofre da doença.



 

Em alguns casos, é liberado o consumo de 1 copo (300 ml) por dia de cafeína. Para quem quer emagrecer, a dica é não se basear pelas dietas da moda, que prometem efeitos milagrosos.

Alimentos que contém em sua composição ômega 3 e 6 são indicados na prevenção da doença e podem ser usado no cardápio do dia a dia.

 

Cada organismo responde de forma diferente a diversos tipos de tratamento e alimentação. Para isso, é indispensável o acompanhamento de um nutricionista, que indicará a dieta ideal para tratar a arritmia cardíaca.

 

Atividades físicas ajudam a diminuir a arritmia cardíaca.

 

Alguns exercícios físicos leves são indicados para quem tem Arritmia Cardíaca. E devem ser recomendados pelo médico cardiologista e acompanhados por um preparador físico.

 

Exercícios físicos também são recomendados para quem leva uma vida sedentária e deseja prevenir a doença, mas cuidado, a série de exercícios indicados para seu amigo, por exemplo, pode não ser adequada para seu porte físico e condições clínicas.

Antes de começar a praticar qualquer tipo de exercício, faça primeiro uma avaliação médica para a liberação e indicação do que deve ou não ser praticado.

 

Apoio familiar ajuda quem sofre arritmia cardíaca

O apoio da família e dos amigos é imprescindível para que o paciente com Arritmia Cardíaca mantenha sua autoestima e continue a vida da mesma forma de quem não sofre o problema.

 

Pessoas que possuem Arritmia Cardíaca e estão em tratamento, seja com medicamentos seja pelo uso de marcapasso, necessitam de compreensão e carinho, pois muitas vezes, apresentarão limitações (como praticar atividade física com supervisão médica, não fazer muito esforço e evitar atividades que exijam muito do corpo) e precisaram de apoio para não se tornarem pessoas depressivas.

 

Veja abaixo diversas razões podem levar à arritmia cardíaca

 

Ataque cardíaco (Infarto)

Desgaste do tecido do coração decorrente de um Infarto anterior

Cardiomiopatia e outros distúrbios do coração

Artérias bloqueadas (doença da artéria coronária)

Hipertensão

Diabetes

Hipertireoidismo

Fumo

Alcoolismo

Consumo exacerbado de cafeína

Uso de drogas

Estresse

Alguns medicamentos

Suplementos diários e fitoterapia

Choque elétrico

Poluição do ar.

Como você pode ver são vários fatores que podem causar arritmia cardíaca, por isso se você já tem arritmia como eu,  tomar certos cuidados com a saúde é importante para que o problema seja controlado e até mesmo curado.

 

Saúde e sucesso!

Texto e imagens  inspirado no site: http://www.ladoaladopelavida.org.br

 

Arritmia Cardíaca o que é sintomas e como cuidar
5 (100%) 1 vote




Poderá gostar também:

Se você gostou do artigo deixe-nos saber sua opinião!